Sombra: herói ofensivo, ou de suporte?

Written by | Análises

A hacker profissional do Overwatch tem estado envolta em polémica. Apesar de ser definida como um herói ofensivo, vários membros da comunidade têm vindo a contestar esta decisão, afirmando que a Sombra devia de ser considerada suporte.

Toda esta discussão começou quando o Jeff Kaplan, líder da equipa à frente do jogo, disse numa entrevista que o primeiro papel atribuído a esta personagem da América Central foi de suporte. Esta decisão vinha do facto de que, enquanto estava a ser testada, a Sombra não tinha cooldown na sua habilidade «Hack» quando a usava em Health Packs.

Atirando mais achas na fogueira que é esta disputa sobre qual o papel da senhora de las luces, temo-la visto a nível competitivo em 2 formatos de equipas: 2 tanks, 2 healers, 1 dps + Sombra ou 2 tanks, 1 healer, 2 dps + Sombra.

A grande vantagem que este membro da Talon traz ao Overwatch é o controlo sobre o mapa, ou seja, o controlo dos health packs. É por esta mesma vantagem que ela é jogada como um segundo suporte. A Sombra será sempre vista a ser jogada como suporte nos mapas em que há pontos para defender ou atacar com health packs perto deste mesmo.

A pergunta é: porque não se escolhe outro healer em vez de escolher a Sombra?

Para além de aumentar a velocidade com que os health packs voltam a estar disponíveis, a utilização do Hack  nega o uso destes à equipa adversária, e o dano que provoca na equipa adversária com a sua arma é mais considerável do que antes se fazia julgar. Para acrescentar a todas estas vantagens, a personagem é ainda um bom counter à meta que estamos a viver neste momento, de dive comps, visto que o EMP retira todos os escudos (incluindo os 150 do Zenyatta, 200 da Zarya e o ultimate do Lúcio) e impede o uso de qualquer habilidade. Já para não referir que um bom hack naquele Genji ou Tracer que acabou de cair na retaguarda de uma equipa é uma imediata sentença de morte.

Como um heróis ofensivo, vamos ver a Sombra, por norma, juntamente com um Zenyatta e um Lúcio como healers, sendo que o controlo dos health packs será, mais uma vez, essencial. Isto porque ambos estes suportes dão, em média, menos heal. Porém, sendo eles suportes mais ofensivos (com o Speed Boost do Lúcio e a Discord Orb do Zenyatta), ajudam de outras maneiras que um suporte mais focado em heal não seria capaz.

Para além, de tudo o que está a favor desta vilã (será mesmo vilã?), o próximo hero, Doomfist, que promete revolucionar o jogo, mostra-se fraco contra a nossa hacker favorita, pois ela anula por completo a mobilidade e os escudos desta mais recente adesão ao alinhamento do jogo.

Nesta altura o que podemos afirmar é o seguinte: a Sombra veio, e veio para ficar. E aqueles que brincam com os melhores… morrem como todos os outros.

Last modified: 24 Julho, 2017